Tipo sanguíneo

Transfusão-de-sangue

Todos nós temos um tipo sanguíneo, e é muito importante sabê-lo para o caso de precisarmos de uma transfusão. Nem todos os tipos são compatíveis, o que pode ocasionar uma rejeição por parte do seu corpo se você receber sangue de um tipo incompatível com o seu.

Existem 4 grupos sanguíneos: A, B, AB e O (ou zero em alguns países). As letras são usadas de acordo com o tipo do antígeno (proteína encarregada de iniciar a resposta imunológica diante de um corpo estranho) presente nas hemácias.

– Pessoas com sangue A possuem o antígeno A em seus glóbulos vermelhos, e no plasma produzem anticorpos contra o antígeno B. É desses anticorpos que surgem os problemas de compatibilidade entre tipos sanguíneos. Se alguém com sangue tipo A recebe sangue tipo B, o corpo lança uma resposta imunológica contra as células vermelhas do novo sangue por conta desse anticorpo especializado no antígeno B.

– Pessoas com sangue B possuem o antígeno B em seus glóbulos vermelhos, e no plasma produzem anticorpos contra o antígeno A.

– Pessoas com sangue AB possuem os dois tipos de antígeno em seus glóbulos vermelhos, e assim não produzem anticorpos para nenhum dos dois antígenos. Pacientes AB podem receber sangue de qualquer outro grupo sem que haja problemas de incompatibilidade, todavia, o sangue AB só pode ser doado para o mesmo grupo.

– Pessoas com sangue O não possuem antígenos A nem B em seus glóbulos vermelhos, mas produzem anticorpos para os dois tipos. Ao mesmo tempo que podem doar para qualquer outro grupo, pacientes com sangue O só recebem sangue O.

Mas e quanto ao + ou – que vem depois do grupo?

O que determina o sinal que aparece na classificação é a presença ou não do fator Rh no sangue, um outro tipo de antígeno que ganhou esse nome por conta dos estudos realizados com macacos Rhesus que resultaram na sua descoberta.

macacorhesus

É muito simples: quando o sangue possui o fator Rh, é Rh positivo. Quando não, é Rh negativo.

Pacientes com sangue Rh negativo não podem receber Rh positivo, mas o contrário não apresenta problemas. Somando tudo, podemos concluir que pacientes AB positivo podem receber qualquer tipo de sangue, mas apenas doar para AB positivo –receptores universais; e pacientes O negativo podem doar para qualquer outro tipo, mas só receber sangue O negativo –doadores universais. O tipo mais raro de sangue é o AB negativo, com menos de 1% de incidência.

compatibilidade-sanguínea

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s