Temperatura extrema

A temperatura mais alta já registrada na Terra beirava os 58ºC, e ocorreu na Líbia. A mais baixa, -89ºC, foi registrada em uma estação russa na Antártica.

Mas isso não é nada em comparação com as temperaturas já atingidas pelo homem.

A maior temperatura já alcançada foi em um acelerador de partículas nos EUA e nada menos que 4 trilhões de graus celsius. Os cientistas fizeram íons de ouro colidir, e a energia liberada foi tanta que destruiu as ligações entre prótons e elétrons nos núcleos. Isso criou um tipo de matéria líquida e inconsistente, que se acredita não existir desde instantes antes do Big Bang.

Agora o outro extremo: frio. A menor temperatura criada em laboratório foi de 170 nanoKelvins (1 nanoKelvin = 1/1000000000 Kelvin). Os pesquisadores que realizaram esta proeza afirmam ter encontrado um novo estado da matéria: o condensado de Bose-Einstein (já que fora previsto no passado pelo indiano Satyendra Bose e por Albert Einstein). Bose-Einstein é visto como um “superátomo”, porque é formado por uma massa concentrada de átomos.

Em toda a história da física tentou-se descobrir o zero absoluto, que seria a temperatura em que as moléculas não se movem (temperatura mede o movimento das moléculas).

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s